São José da Barra - MG

São José da Barra - MG

Hotéis e Pousadas em São José da Barra

Bares e Restaurantes em São José da Barra

São José da Barra, ou simplesmente Pontal da Barra era um vilarejo situado às margens do encontro dos Rios Grande e Sapucai, distante 94 Km da cidade de Passos. Pertencente ao município de Alpinópolis, sua população vivia nos anos cinquenta da pesca e agricultura.  Até a construção da represa de Furnas, o cotidiano da vida dos moradores permanecia inalterado. Porém a partir do início das obras, foi iniciada o processo de retirada dos habitantes  em 1958 concluindo-se em 1963, época do enchimento do reservatório de Furnas que cobriu totalmente aquela comunidade. Boa parte dos moradores trasnferiu-se para os municípios próximos ou para a nova cidade criada, próximo ao canteiro de obras da represa.


       O objetivo é mostrar um pouco desta História, que acabou sendo decisiva para muitas famílias,e que sempre é lembrada com emoção pelos antigos moradores da Barra Velha, como ficou conhecido o vilarejo que hoje vive na memória e sob às águas do reservatório de Furnas.

     Até 1957, o vilarejo de São José da Barra, eram constituido por algumas dezenas de casas, porém com importante papel de entreposto para o comércio e passagem obrigatória para a capital Belo Horizonte.  Dada a intensidade de tráfego o vilarejo possuia boa infra estrutura com Grupo escolar localizado na praça central abaixo da Igreja de São José, bomba de gasolina, localizada próximo ao grupo.  A travessia do Rio Grande era feita por balsa, e nas proximidades do próprio rio  existiam pensão, armazém, restaurante, características da parada da Barra. O ponto turístico era a confluência dos dois rios Grande e Sapucaí, com destaque para a  queda de água formada no rio Sapucaí denominada de Salto. Com o inicio da obras em 1958 e o eminente fim da Barra, inicia-se o processo de mudança dos moradores da região.

A partir dai Furnas realiza indenizações, muita das vezes de valor irrelevante, que gerou a permanencia de  moradores até a completa inundação do local. O pároco Ubirajara Cabral convida o então bispo Dom Inácio Dalmont para o ato de encerramento das Missões e transferência de sede da paróquia de São José da Barra, no dia 15 de julho de 1962, para o novo local denominado Água Limpa, próximo ao canteiro de obras da barragem que viria a ficar conhecido mais tarde como Barra Nova. A última Missa iniciou-se às 10:30 horas com a presença do Bispo Dom Inácio, os frades Capucinhos Justino Prado e Ludovico Gomes e representantes de Furnas. Às 15 horas foi realizado o translato da imagem de São José para a capela provisória em carro aberto e acompanhada pelos moradores. Era o início do fim.