Passos - MG

Passos - MG

Hotéis e Pousadas em Passos

A formação de Passos inicia-se em meados do século XVIII, com as primeiras fazendas sendo implantadas entre 1780 a 1830, sendo que a Vila propriamente dita, inicia-se em 1850. Hoje Passos tem aproximadamente 103000 habitantes (em 2006). Sua economia baseia-se principalmente no agro-negócio, em pequenas indústrias de confecções e móveis, além de um forte setor de serviços, por ser um polo regional.

História:
        No século XVIII, com a descoberta de ouro em Jacuí e faiscagens nas suas redondezas motivaram acirrada "questão de divisa" entre São Paulo e Minas Gerais. Para assegurar a posse, incentivaram a fixação de casais na região. Os paulistas vieram da região de Mogi, os de Minas de São João Del Rey e Lavras do Funil. Muitos outros vieram diretamente das ilhas portuguesas. 
        Por volta de 1780, tendo morrido o pai, o jovem Padre José de Freitas e Silva fixou em Jacuí e implantou a Fazenda Bonsucesso, ao pé do morro de São Francisco, onde instalou a mãe viúva e outros familiares. Dona Faustina Maria das Neves, daí para frente, dirigiu os destinos da fazenda, de cuja colônia, junto às faisqueiras do Bonsucesso, se originou a cidade de Passos, meio paulista meio mineira.

        À primeira e diminuta capelinha de Santo Antônio (edificada pelos paulistas) seguiu-se outra, na atual praça da Matriz, maior e em condições de ser curada, com a invocação do Senhor dos Passos (edificada pelos mineiros). Prevaleceu a segunda, sendo modificado o traçado urbano anterior.
         A capela do Senhor dos Passos, iniciada em 1829 por iniciativa de Domingos Barbosa Passos, tornou-se o centro do arraial (1835), da Paróquia (1840), da vila (1848) e da cidade (1858).
Topografia:
         Paisagens planas, sendo ligeiramente ondulado em determinados locais, com áreas bem adequadas a agricultura e pecuária. O ponto mais elevado situa-se a 1224m, no morro Bom Descanso e o morro Garrafão, com 1125m.

Tipo de solo:
        Os solos são originários de rochas pré-cambrina, cuja análise química mostra grande riqueza em minerais primários, com altos teores de potássio, transferido aos solos características de alta fertilidade.

Recursos hídricos:
       O Município é rico em recursos hídricos, estando situado na bacia de Rio Grande, Rio São João, Ribeirão Conquista e Ribeirão Bocaina, maior manancial de abastecimento de água à população de Passos.

Principais pontos turísticos:
       Capela Nossa Senhora da Penha;  Casa da Cultura de Passos; Estação Cultural; Igreja Matriz Bom Jesus dos Passos; Parque de Exposições Adolfo Coelho Lemos; Porto de Passos; Porto do Glória; Represa de Furnas; Represa Peixoto.